segunda-feira, 27 de junho de 2011

Banco de Dados Geográficos (BDG)

              Caros amigos leitores, hoje o assunto é sobre a tendência de mercado  de Geoprocessamento, para alguns acabou aquela história de me passa o arquivo shapefile no pendrive !! A onda é o Geoprocessamento Corporativo, isto mesmo desenvolvido para assessorar a administração pública através de informações confiáveis e de fácil acesso, o geoprocessamento corporativo  disponibiliza para seu usuário informações que podem ser acessadas de qualquer lugar onde exista uma conexão internet, com informações de uma base cartográfica precisa, validada por um banco de dados atualizado diariamente.  Há mais agentes neste caso envolvidos para chegar ao nível de corporativismo pois não é banco de dados não são desde soluções desktop há publicações na web. Veja na figura abaixo:



Mais hoje vou falar de Bancos de Dados Geográficos: São banco de dados preparados para armazenar dados sobre informações espaciais.São comumente chamados de Sistemas de Informações Geográficas (SIG). Este tipo de banco de dados tem o intuito manipular um imenso volumes de informações de grande complexidade, como mapas e imagens de satélite.
Objetivo é  aplicação desta ferramenta em diversas áreas do cadastro, tais como Educação, Hidrografia, Saúde, Segurança Pública, Transporte e Tributação, incorporando assim o caráter multifinalitário. 

Quer saber mais sobre BDG abaixo eu recomendo a leitura de um livro online do INPE , que trata o assunto bem mesmo, falando sobre vários aspectos . Abaixo para facilitar a busca estão os links para melhorar sua pequisa um abraço a todos.

Bancos de Dados Geográficos - Capítulos:



Fonte: INPE da seguinte forma CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A. M. V. (org.). Introdução a Ciência da Geoinformação. São José dos Campos: MCT/INPE [INPE-10506-RPQ/249], 2001. 345 p. Disponível em: <http://mtc-m12.sid.inpe.br/col/sid.inpe.br/sergio/2004/04.22.07. 43/doc/publicacao.pdf>. Acesso: 14 mar. 2009.